blog
(00351) 210 929 030

Tradições e Superstições de Ano Novo mais conhecidas

Às doze badaladas da meia-noite é tradição comer doze passas enquanto pedimos 12 desejos, subir para cima de uma cadeira, saltar com o pé direito, bater com tachos e panelas numa alegria ruidosa, ter vestidas cuecas azuis e roupa nova, beber champanhe e, em algumas zonas do País, a chegada do Ano Novo até é assinalado com um mergulho no mar. De onde vêm estas tradições e superstições?

O Homem utiliza os rituais repetidos ao longo de séculos como tradições que servem o propósito de os proteger contra os infortúnios e atrair aquilo que mais desejam. Todas estas tradições e superstições (algo que fazemos para evitar que o azar nos bata à porta) são originárias de tempos antigos, de situações que, tendo sido feitas uma vez por alguém, foram consideradas influentes na nossa sorte (ou na falta dela) para o ano vindouro, e por isso foram adotadas e são repetidas até hoje.

As tradições mais conhecidas:

1 - Comer doze passas

Esta é talvez a tradição mais enraizada na nossa cultura nas celebrações de Ano Novo, e existem várias explicações para a sua origem. Uma delas relaciona-se com o facto de seguirmos o calendário solar (os nossos meses sucedem-se consoante a posição do Sol visto da Terra), mas também usarmos o calendário lunar (por isso assinalamos nos calendários as fases da Lua). Ora o calendário lunar tem menos 12 dias que o calendário solar. As passas que comemos representam esses 12 dias a menos, numa espécie de acerto de contas com o Cosmos antes que o ano termine. Mais genericamente, somos também ensinados que cada passa representa um dos doze meses do ano, e por essa razão temos direito a pedir um desejo por cada passa que comemos. As passas começaram por ser usadas para fazer esta celebração porque são abundantes nesta época do ano. Existe também uma curiosidade relacionada com esta tradição e que diz respeito a nuestros hermanos: conta-se que em Espanha, contrariamente a outros países da Europa, a data assinalada era 6 de Janeiro, dia de Reis. Nesse tempo, as uvas já eram usadas pelos Alemães e pelos Franceses como fruto comido na passagem do ano. Em finais do século XIX, a Câmara Municipal de Madrid instituiu uma taxa municipal para que a população fosse obrigada a festejar a 1 de Janeiro, à semelhança das outras potências europeias. Assim, quem fosse apanhado a celebrar o Dia de Reis pagava uma multa. Ousados e desafiadores, muitos populares espanhóis começaram a reunir-se na Plaza del Sol, praça principal de Madrid, na noite de 31 de Dezembro mas, em vez de comerem uvas, comiam passas para gozar com esta nova tradição imposta. A partir daí, a "moda" de comer passas foi-se estendendo pela Espanha e chegou a Portugal.

2 - Brindar com champanhe

As civilizações Antigas consideravam o álcool como fonte de vitalidade e saúde (por essa razão o vinho era considerado o néctar dos deuses). Uma vez que, com um copo ou dois, as pessoas se tornam geralmente mais soltas, alegres, descontraídas, a associação ao espírio de festa foi natural e óbvia. Diz-se que não se deve brindar com água, porque era o álcool que simbolizava a vida e a renovação de forças. A tradição das passas também está ligada a este pressuposto, pois como também estão ligadas às uvas, de onde se faz o vinho, representam também elas a celebração da vida.

3 - Foguetes, fogo de artíficio

O fogo foi usado pelo Homem primitivo como forma de proteção, afastando animais ferozes, o frio, a escuridão e, acreditava-se, também os maus espíritos. Assim, o barulho dos foguetes e as luzes dos fogos de artíficio são usados para afastar tudo aquilo que possa ser negativo.

4 - Bater com tachos e panelas

Conta-se que, ainda antes do Império Romano, quando havia um eclipse as pessoas faziam barulho para afastar o perigo de o Sol não voltar. Na passagem de Ano, o barulho que fazemos serve para afugentar o medo de tudo o que nos assusta e trazer-nos a confiança que, no dia seguinte, continuaremos de boa saúde.

5 - Subir para uma cadeira e saltar com o pé direito

Subimos para uma cadeira como forma simbólica de estarmos mais perto do Céu neste momento de transição. Saltamos com o pé direito para "entrar com o pé direito" no novo ano. 

6 - Vestir roupa nova e cuecas azuis

Usar roupa nova deixa-nos bem-dispostos, com uma sensação de renovação. Aquilo que pensamos e sentimos determina as nossas acções e aquilo que atraímos para a nossa vida, e ao começar um novo ciclo atraímos melhores energias se tivermos connosco algo novo, e um espírito positivo. Atribui-se ao azul o poder de atrair a sorte. Há quem prefira roupa interior vermelha, para atrair o amor, ou amarela, para afastar problemas financeiros. Estas cores, alegres, representam a alegria de viver.

7 - Ter dinheiro na mão

Pelo sim, pelo não, começar o ano com algumas notas na mão traz-nos a confiança de que o dinheiro atrai dinheiro, e por isso esta é também uma superstição cumprida por muitas pessoas. No século XIX, no primeiro dia de Primavera (21 de Março), surgiu a tradição de, ao ouvir o cuco cantar, levar a mão ao bolso e tocar em dinheiro, atraindo desse modo a riqueza por todo o ano seguinte.Esta tradição advinha do facto de o cuco ser uma ave migratória, que regressa com a chegada da Primavera e do bom tempo. Assim, ouvir o cuco cantar era sinal que vinha a caminho o tempo das boas colheitas. Tocar em dinheiro no início de uma nova fase ajuda a atrair mais dinheiro na nossa vida, pois pela Lei da Atração atraímos aquilo em que pensamos. Se quer ter mais dinheiro, pense que já o tem!

8 - Deitar fora coisas velhas

Sempre que iniciamos uma fase importante é auspicioso libertarmo-nos do peso que carregamos a mais: as coisas que estão estragadas, partidas, gastas pelo uso não trazem energia positiva para a nossa vida. Assim, o acto de atirar coisas velhas pela janela é na verdade um ritual de libertação, que envia ao Universo a mensagem "já não quero mais o que não me faz bem, tenho espaço na minha vida para atrair as novas bênçãos!"

9 - Mergulhos no mar

Existe a tradição em algumas zonas costeiras, principalmente mais a Norte no País, de brindar ao Ano Novo com um mergulho no mar. Esta tradição assemelha-se a um rito de passagem, pois implica coragem e resistência uma vez que no dia 1 de Janeiro o mar português é bastante gelado. Ter a força de o fazer traz coragem, garra e energia para enfrentar todos os desafios do ano que chega. Para além disso, a água do mar é a mais purificadora que existe, e começar o ano com um mergulho no mar deixa para trás todas as energias negativas e revigora o corpo, a mente e, principalmente, a alma. O permanente vaivém das ondas simboliza, também, a renovação da vida, ano após ano.

Sejam quais forem as suas tradições de Ano Novo, lembre-se de manter o pensamento positivo e concentrar-se no essencial: o passado já passou, HOJE  é o momento mais importante da sua vida. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Preencha o formulário e receba a resposta ao seu dilema

 

 


< VOLTAR
PARTILHAR NA REDE:  

ORÁCULOS

Os Anjos respondem

Os Anjos respondem

O meu Tarot

Vídeos


Vou ganhar o caso em tribunal?

Novidades


Publicada a 13/07/2020

Horóscopo do Dia

Horóscopo do Dia

+ VER MAIS
Formulário fale comigo
CONSULTAS Marque aqui!

Escolha três cartas e
clique em cada uma delas.

Clique em cada carta para
conhecer o resultado.

Passado Presente Futuro

    Está a um passo de ter a sua resposta!

    Preencha o formulário

    Erro

      Autorizo que os meus dados sejam processados e utilizados para receber informações sobre os produtos, campanhas, promoções, novidades, ofertas e outros serviços.
    A confidencialidade e a integridade dos seus dados pessoais é uma das principais preocupações da Maria Helena Martins, pelo que nos regemos pelos mais elevados padrões de privacidade e de acordo com os seus direitos de proteção de dados, nomeadamente, os previstos no Regulamento Geral de Proteção de Dados.
    Precisamos do seu consentimento expresso para continuarmos a oferecer-lhe um serviço personalizado e de excelência.
    Caso pretenda, poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.

    O PENSAMENTO POSITIVO PARA SI...

    Esta é a sua frase de incentivo,
    para lhe trazer a força e a coragem
    de que precisa neste momento!

    COMO ANDA DE AMORES? LANCE OS DADOS DO AMOR E CONHEÇA A SUA SORTE! CONCENTRE-SE NA SUA PERGUNTA. QUANDO ESTIVER PREPARADO...

    A SUA SORTE ESTÁ LANÇADA...