blog
(00351) 210 929 030

Reencontre o seu equilíbrio, reinventando as suas rotinas

Iniciámos um longo processo de mudança. Não sabemos o que vai acontecer nem que forma terá a nossa vida, mas já compreendemos que não voltará a ser como era antes, pelo menos nos próximos meses. Sem entrar em pessimismos - que, não resolvendo nada, só vão fazer com que cada um dos seus dias seja muito mais penoso - é tempo agora de viver um dia de cada vez. E de fazer, consoante o que temos de momento ao nosso alcance, o melhor de cada dia.

As seguintes ideias e sugestões visam ajudá-lo a superar este período da melhor maneira que lhe for possível. Elas apresentam conselhos genéricos, que naturalmente adaptará à sua realidade. Existem várias situações de vida neste momento, entre aqueles que continuam a sair de casa diariamente porque têm de ir trabalhar no exterior, aqueles que se deparam com situações urgentes e graves que têm de resolver, aqueles que não têm as condições de que precisam, os que têm filhos em casa e, portanto, têm de gerir o seu dia de acordo com as suas necessidades, entre outros. Utilize, das seguintes ideias, aquelas que fizerem sentido para si, adaptando-as sempre à sua própria vida.

1 - Comece bem o seu dia

Já sabemos que a realidade nos apresenta grandes desafios diários. Mas se, ao acordar, focar a sua mente naquilo que PODE fazer para que o seu dia, que acabou de começar, seja bom, a sua energia será imediatamente elevada, o que faz com que se sinta melhor e mais forte para enfrentar os desafios. Uma vez que deixa de ter pressa porque já não tem de ir levar os filhos à escola nem vai apanhar filas de trânsito, aproveite os primeiros minutos do dia.

- Pense em três coisas que o fazem feliz.

- Pense em três coisas pelas quais hoje se sente grato.

- Pense em três coisas positivas que hoje VAI fazer.

 

2 - Mantenha rotinas

Embora não tenha de acordar às 6 da manhã, estipule um horário e cumpra-o. Não estamos num período de férias, e se não impuser rotinas a si próprio ao fim de um tempo irá sentir-se desmotivado e mais cansado. Portanto, aproveite esta situação para seguir melhor o ritmo que o seu corpo lhe pede. Encontre uma hora que seja confortável para si, para despertar, e continue a usar o despertador. À noite procure também deitar-se sempre a uma hora aproximada, criando as suas próprias rotinas e assegurando que o seu corpo descansa as 6 a 8 horas que são necessárias a um adulto.

 

3 - Coma um bom pequeno-almoço

As idas ao supermercado são, agora, reduzidas. Por isso mesmo, quando fizer as suas compras, faça uma gestão eficaz dos recursos. Escolha, tanto quanto possível, produtos frescos, como fruta e legumes, que possam conservar-se durante uma a duas semanas. Poderá ter de adaptar o horário a que faz as suas compras e as escolhas dos produtos à oferta que encontra, mas se for determinado e positivo acabará por encontrar uma solução que o satisfaça e que lhe permita fazer uma alimentação equilibrada - que não tem, de forma alguma, de ser dispendiosa.

Aproveite o tempo que poupa nas idas para o trabalho e sente-se à mesa, fazendo um pequeno-almoço equilibrado, mas sem ser excessivamente calórico (não estamos num brunch de domingo, atenção!). Seja sensato e equilibrado e, acima de tudo, saboreie a comida com calma.

 

4 - Mantenha diariamente os cuidados com a sua imagem

A ideia de passar o dia em casa de pijama é tentadora mas, a médio e longo prazo, o ser humano começa a sentir-se desmotivado quando sempre que se olha ao espelho se encontra com ar de quem fez uma noitada na véspera. Por isso, procure todos os dias manter exatamente os mesmos cuidados com a sua imagem que teria se tivesse de sair. Não precisa vestir a sua melhor roupa, mas certamente encontra no seu roupeiro algo confortável e que até já não usava há algum tempo porque entretanto saiu de moda.

                   Agora mais do que nunca, quem dita a moda em sua casa é você!

Caso costume maquilhar-se, continue a fazê-lo, aproveitando até para experimentar algo mais arrojado - mesmo que não corra bem, ninguém vê! Use perfume e cremes hidratantes - exatamente como fazia quando saía de casa para ir trabalhar. É importante que se sinta bem na sua pele - dessa forma vai ser menos penoso estar em casa durante um período prolongado.

 

5 - Crie rotinas de trabalho

Caso esteja a trabalhar a partir de casa, é fundamental manter rotinas de trabalho, cumprindo exatamente as mesmas horas de trabalho que fazia anteriormente (ou pelo menos tanto quanto isso for possível, de acordo com a função que desempenha e o trabalho que tem agora em mãos). Ceda à tendência para começar a trabalhar mais tarde, a não ser que defina para si um horário em que acorda mais tarde, trabalha mais tarde e se deita mais tarde. De um modo geral, a maior parte das pessoas consegue manter melhor o equilíbrio se mantiver horários parecidos com aqueles que já praticava - e que voltará a praticar.

O corpo resiste melhor se continuar a ter o mesmo tipo de rotinas, pois já está habituado a elas.

Faça sempre pausa para almoço e, uma vez que tem agora uma vida mais sedentária, faça pausas de hora a hora ou, pelo menos, de duas em duas horas. A maior parte de nós não dispõe, em casa, das condições adequadas para trabalhar, e por isso é ainda mais importante fazer pausas regulares, para que o corpo possa descomprimir. Evite, também, fazer horas extraordinárias, pois elas vão fazer com que no dia seguinte se sinta mais cansado e, como tal, será mais difícil manter a sua rotina de trabalho. 

É conveniente que tenha um local específico de sua casa para trabalhar, para que continue a existir a separação entre a esfera profissional e a sua vida pessoal. Se, no entanto, para si funcionar melhor ir alternando o seue spaço de trabalho entre vários sítios de sua casa, tudo bem!

 

6 - Faça exercício físico todos os dias

É verdade, você até nem gosta de fazer ginástica. Ou então estava habituado a dar uma caminhada ao fim do dia. Ainda que seja permitido fazer uma breve caminhada perto de sua casa, na verdade o ideal será mesmo restringir ao máximo as suas saídas. Por isso, e porque ninguém aguenta estar um mês, ou dois, ou mais, sempre sentado, é fundamental que compreenda que TEM MESMO de exercitar o seu corpo.

Felizmente existem muitas aulas online, já que os intrutores e professores estão a disponibilizar videos através dos quais a pessoa pode aprender, mas nem sequer precisa de o fazer.

Fazer exercício pode ser algo tão simples como pôr a tocar o seu estilo de música preferido e dançar, livremente, durante 10 minutos, várias vezes ao dia.

Idealmente deve, também, alongar o seu corpo, esticando as pernas, os braços e a coluna, rodando para cada lado, rodando a cabeça, e fazendo os exercícios típicos de alongamentos. A dada altura do seu dia é conveniente que faça uma atividade física mais intensa, sempre adequada à sua condição física e ao seu gosto pessoal. Lembre-se que está a subir e descer muito menos escadas (caso tenha escadas interiores, aproveite esse bónus e suba e desça várias vezes ao dia), a andar muito menos e, portanto, precisa de fazer mais exercício. Procure dedicar pelo menos 30 minutos seguidos a uma atividade física. Experimente algo que nunca fez. Estamos num período de mudança, e portanto não se restrinja ao que já conhece. É tempo de descobrir algo novo sobre si próprio. Ao fazê-lo, sentir-se-á mais estimulado e motivado.

 

7 - Faça novas aprendizagens

Não é só no que diz respeito à atividade física que importa descobrir novos interesses. Neste momento em que estamos circunscritos ao espaço da nossa casa, o cérebro recebe menos estímulos, e isso é-lhe prejudicial. Por isso, é muito importante procurar outras fontes de estimulação. Procure dedicar-se a um passatempo novo, aprender uma língua estrangeira, aprender a fazer algo que nunca antes lhe passou pela cabeça que pudesse interessar-lhe. Procure integrar essas aprendizagens no seu dia ou, pelo menos, na sua semana. Assim será mais fácil sentir entusiasmo e continuar a ter confiança em si próprio e na vida.

 

8 - Faça refeições completas

Assim como deve tomar diariamente um bom pequeno-almoço, é também imprescindível manter bons hábitos alimentares. Não quer que o seu organismo fique mais frágil, pois não? Portanto, não salte refeições nem esteja sempre a petiscar o que já sabe que não lhe faz bem. Mantenha o mesmo tipo de hábitos alimentares que tinha antes, tendo consciência que, como está em casa, gasta à partida menos calorias e deve, como tal, fazer uma alimentação mais ligeira. Procure escolher alimentos frescos, dentro do que for possível, comendo fruta e legumes, carne magra e peixe. Lembre-se que só você pode encontrar o seu equilíbrio, portanto componha o seu plano alimentar dentro das opções que tem de momento - mas sempre de forma sensata e saudável. Beba água com frequência, aproveite o facto de estar em casa para fazer chá.

 

9 - Faça meditação

Aprender a desligar a sua mente é mais importante do que nunca. Por isso, mesmo que não seja um grande fã deste tipo de atividade, experimente integrar a meditação na sua rotina diária, no momento do dia que para si for mais adequado. Bastam 10 a 15 minutos, por exemplo antes de se ir deitar. Pode usar um pequeno alarme para marcar o fim deste tempo, para que possa descontrair sem estar sempre a olhar para o relógio para ver se já passou o tempo. Desligue a televisão e o som do telemóvel. Evite pôr música mas, se realmente sentir essa necessidade, escolha uma melodia suave (há inúmeros videos com o som de passarinhos a chilrear ou com o barulho do mar - o que for melhor para si).

Sente-se numa posição confortável, com as costas direitas. Apoie os pés no chão (ou sente-se no chão, se preferir). Semicerre os olhos. Inspire e expire, lentamente. Preste toda a sua atenção à sua respiração, apenas. Não pense em mais nada. Se vierem outras ideias à sua mente, continue a prestar atenção ao ar que entra pelo seu nariz, que percorre o seu corpo e volta a sair. Mantenha esta imagem até que se sinta realmente relaxado. 

Veja-se, então, envolvido por uma intensa luz branca. Imagine que está num jardim muito belo ou numa praia paradisíaca. Está sozinho, mas está feliz. Observe tudo o que o rodeia: a cor do céu, o espaço à sua volta. Atente nas cores, nos sons, nos possíveis cheiros. Deixe que seja a sua imaginação a passeá-lo a si, por ali.

Depois encha o peito de ar e sinta a energia do seu corpo a ser renovada por essa atmosfera pura e limpa.

Volte, então, a concentrar-se apenas na sua respiração. Inspire, sustenha o ar, e expire. Tome consciência do seu corpo. Mexa suavemente os pés, as pernas, as mãos, os braços, os ombros. Abra os olhos devagar.

Ao fazer este pequeno exercício todos os dias, ele acabará por tornar-se um hábito. Faça-o sempre à mesma hora e compreenda que este é o seu momento diário de desconectar do que se passa à sua volta e de se conectar a SI, à sua fonte interior de vida.

 

10 - Desligue-se

Se estivesse a trabalhar fora de casa não estaria todo o dia a fazer scroll up nas redes sociais, pois não? Embora estejamos a viver um momento em que a tendência para estarmos sempre a par do que se está a passar é grande, a verdade é que se não soubermos desligar acabaremos exaustos ao fim de poucos dias. Consulte as notícias apenas uma a duas vezes por dia. Mantenha o telemóvel no silêncio ou afastado de si durante intervalos consideráveis de tempo - tal e qual como se estivesse a trabalhar fora. Saiba quando é necessário apoiar um amigo mas saiba, de igual modo, quando deve desligar-se de conversas pessimistas que o estão a deixar a si mais angustiado e ansioso. Cuide do seu bem-estar mental. Não precisa de se fechar em si mesmo, mas é fundamental continuar a ter momentos que são mesmo só seus - quer seja quando trabalha, como fora desse tempo. 

 

11 - Gira a sua vida social

É verdade, agora que muitos de nós estamos mais tempo em casa, as chamadas e videochamadas multiplicam-se. É natural e saudável que sintamos necessidade de comunicar, mas saiba fazê-lo com peso e medida. Se passar horas seguidas ao telefone o seu cérebro vai, muito provavelmente, sentir-se sobrecarregado. Defina duas ou três pessoas por dia com quem irá contactar, gira o tempo que passa ao telefone e vá alternando entre todos os seus amigos. Sim, inclua também aquela prima que vive longe e está preocupada consigo. Tenha MUITA atenção com as pessoas mais idosas da sua família, que podem estar isoladas e portanto mais sozinhas e assustadas, e dedique-lhes maior atenção. E tenha também um cuidado especial com as pessoas que estão sozinhas nesta fase, e que podem também precisar mais de conversar. Tal como antes geria o seu tempo entre cafés e jantares faça, agora, esse mesmo exercício relativamente ao contacto telefónico.

 

12 - Seja você mesmo

Quer viva sozinho ou acompanhado, este período é, para todos, uma profunda aprendizagem. Por isso, seja paciente e tolerante consigo e com os outros. Aproveite agora que a vida lhe tirou as exigências dos horários fora de casa e dedique mais tempo a compreender-se a si próprio. Perceba aquilo que o move, o que é importante para si, o que o faz feliz, o que lhe dá alento. E surpreenda-se a si mesmo, todos os dias.

Estamos a viver um período que ficará para sempre marcado na História da Humanidade. Encare este desafio com coragem e acredite sempre num futuro mais feliz.

Veja também:

 

 

 

 

 

 

 

Preencha o formulário e receba a resposta ao seu dilema


< VOLTAR
PARTILHAR NA REDE:  

ORÁCULOS

Os Anjos respondem

Os Anjos respondem

O meu Tarot

Vídeos


Este novo amor, vai dar certo?

Novidades


Publicada a 14/07/2020

Horóscopo do Dia

Horóscopo do Dia

+ VER MAIS
Formulário fale comigo
CONSULTAS Marque aqui!

Escolha três cartas e
clique em cada uma delas.

Clique em cada carta para
conhecer o resultado.

Passado Presente Futuro

    Está a um passo de ter a sua resposta!

    Preencha o formulário

    Erro

      Autorizo que os meus dados sejam processados e utilizados para receber informações sobre os produtos, campanhas, promoções, novidades, ofertas e outros serviços.
    A confidencialidade e a integridade dos seus dados pessoais é uma das principais preocupações da Maria Helena Martins, pelo que nos regemos pelos mais elevados padrões de privacidade e de acordo com os seus direitos de proteção de dados, nomeadamente, os previstos no Regulamento Geral de Proteção de Dados.
    Precisamos do seu consentimento expresso para continuarmos a oferecer-lhe um serviço personalizado e de excelência.
    Caso pretenda, poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.

    O PENSAMENTO POSITIVO PARA SI...

    Esta é a sua frase de incentivo,
    para lhe trazer a força e a coragem
    de que precisa neste momento!

    COMO ANDA DE AMORES? LANCE OS DADOS DO AMOR E CONHEÇA A SUA SORTE! CONCENTRE-SE NA SUA PERGUNTA. QUANDO ESTIVER PREPARADO...

    A SUA SORTE ESTÁ LANÇADA...