blog
(00351) 210 929 000

Samhain e o fim de um ciclo - Louvar o passado e saudar o futuro

Em várias culturas, espalhadas pelo Mundo, o período do ano que se encontra entre o final de Outubro e o início de Novembro é considerado como o momento em que a ligação com o passado e a proximidade ao mundo espiritual são mais acentuadas. Muitas culturas prestam homenagem aos que já faleceram, nomeadamente através da celebração Católica do Dia de Todos os Santos ou do Dia de Muertos mexicano. A tradição Ango-saxónica criou o Halloween, como forma de afugentar medos e receios. Para o calendário Celta e o Paganismo, este é o final de um ciclo - um ano termina e outro está prestes a começar. Entre em sintonia com o espírito desta época e sinta-se em harmonia com a sua natureza mais ancestral.

Os últimos dias de Outubro e os primeiros dias de Novembro correspondem ao período do ano em que se presta homenagem à morte, lembrando que ela é uma parte sempre presente e essencial em todo o processo da vida - sabemos que a nossa passagem pela Terra é transitória, e enquanto ela se desenrola vamos sendo confrontados e obrigados a lidar com perdas e mortes, figuradas e concretas.

O chamado "Samhain", a festividade Celta mais importante, marca o início do novo ano no calendário pagão. Samhain significa "fim do Verão"; para os Celtas havia apenas duas estações: o Inverno, que  começa com o Samhain, e o Verão, que começa com Beltane, na noite de 1 de Maio.

              O Samhain é o tempo das sombras, a viagem ao nosso lado mais escuro.

Neste período do ano, é tempo de nos voltarmos para as emoções reprimidas, para tudo aquilo que está fechado dentro de nós, para as memórias que escolhemos bloquear, os propósitos de que desistimos, as partes do caminho que perdemos. 

É tempo também de fazer as pazes com os fantasmas do nosso passado, de visitar aquilo que morreu dentro de nós, de exprimir a nossa saudade e libertar a mágoa para curar o que ainda está ferido e reencontrar a fonte de amor no nosso coração. É sempre através do amor que podemos mover-nos na dança cósmica.

O Samhain continua a ser celebrado pelos pagãos um pouco por todo o Mundo. Este é o período em que os véus entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos se esbatem e a linha entre um e outro fica mais ténue. Quase todas as tradições associadas a esta data crêem que neste período do ano os entes queridos se aproximam dos que deixaram na Terra, visitando-os em busca do seu carinho e do aconchego que deixaram na Terra. 

Seja qual for a sua convicção espiritual, celebre esta data reservando algum tempo para o recolhimento. É tempo de agradecer aos seus antepassados, aos seus guias e Anjos, a todos aqueles que de algum modo marcaram a sua vida, e que já não estão entre nós. É também tempo de se despedir do seu "velho eu", deixando partir da sua vida tudo aquilo que já não mora em si, e de fazer o balanço de tudo o que alcançou. Assim como no calendário antigo o Samhain marca o final do Verão, o período da abundância, e antecede o Inverno, o tempo de fazer reservas, agradeça por todos os frutos que colheu na sua vida e que lhe permitem enfrentar mesmo os períodos mais sombrios.

No calendário pagão, o ano começa com o Samhain, a 1 de Novembro, mas o ano novo solar só começa com o renascimento do Sol, no Yule (Solstício de Inverno). Este período é, assim, um tempo intermédio, uma pausa cósmica que nos permite fazer um balanço profundo na nossa vida, para que ao olhar para dentro, e depois para trás, possamos saber então olhar em frente, definindo aquilo que desejamos para o nosso futuro.

Assim, esta data interliga as energias da morte e da abundância, focando-se na ressurreição e no louvor à idade, ao tempo e aos que já partiram. Os Celtas acendiam fogueiras nesta data porque acreditavam que os espíritos dos seus ancestrais vinham aquecer-se junto delas. As abóboras, que surgem fortemente representadas no simbolismo desta celebração, começaram por ser usadas para manter as velas acesas, sendo elas próprias um símbolo da colheita de outono. Era também habitual (e ainda hoje essa tradição é seguida) deixar um prato com comida perto de uma janela, ou por mesmo um lugar extra à mesa, para os entes queridos.

Por estar ligado às sombras e a tudo o que está oculto, este período do ano, entre 1 de Novembro e 21 de Dezembro, é especialmente indicado para consultar oráculos que possam ajudar a compreender melhor tudo o que está presente na nossa vida e que influencia o desenrolar das situações, antevendo o nosso futuro.

                                                            Consulte aqui o Oráculo dos Anjos - Grátis

Siga os costumes antigos!

Algumas das tradições associadas a esta data envolviam a introspeção, a "viagem interior". Uma delas consistia em olhar-se ao espelho, fixando o seu próprio olhar e olhando de tal modo para dentro de si que consiga ver para além de si próprio e, nesse estado de concentração, definir uma intenção ou formular um desejo secreto para o ano que agora começa, com base na aprendizagem que fez ao longo do ano que está a terminar.

Outra tradição pagã antiga consistia em consultar um oráculo da Natureza, atirando algumas avelãs para as chamas de uma fogueira, depois de formular uma pergunta. Se as avelãs "estourassem" a resposta seria "sim", se não acontecesse nada, a resposta à pergunta formulada seria negativa.

Astrologicamente, neste período o Sol encontra-se no signo Escorpião, aquele que está mais profundamente ligado às transformações e metamorfoses, à morte e à ressurreição - é preciso deixarmos morrer algumas partes de nós para que outras possam renascer com maior vigor.

Pela Numerologia, passamos do número 10 para o mês 11, um dos Números-Mestres, associados à elevação espiritual.

Veja também:

 

 

 

 

 

 

Preencha o formulário e receba a resposta ao seu dilema

 

< VOLTAR
PARTILHAR NA REDE:  

ORÁCULOS

Os Anjos respondem

Os Anjos respondem

O meu Tarot

Vídeos


Maria Helena reza a Santo Agostinho

Novidades


Publicada a 21/01/2019

Horóscopo do Dia

Horóscopo do Dia

+ VER MAIS

Publicada a 14/07/2016

Maria Helena tem novo programa - PONTO DE EQUILÍBRIO na SIC INTERNACIONAL

Maria Helena apresenta na SIC Internacional o seu novo programa - PONTO DE EQUILÍBRIO

+ VER MAIS

Publicada a 16/09/2015

Maria Helena fala sobre a importância de viver no momento presente

Maria Helena é convidada especial do programa Não faz sentido, da SIC MULHER, onde explica porque é tão importante viver no momento presente e deixar para trás o passado.

+ VER MAIS
Formulário fale comigo
CONSULTAS Marque aqui!

Escolha três cartas e
clique em cada uma delas.

Clique em cada carta para
conhecer o resultado.

Passado Presente Futuro

    Está a um passo de ter a sua resposta!

    Preencha o formulário

    Erro

      Autorizo que os meus dados sejam processados e utilizados para receber informações sobre os produtos, campanhas, promoções, novidades, ofertas e outros serviços.
    A confidencialidade e a integridade dos seus dados pessoais é uma das principais preocupações da Maria Helena Martins, pelo que nos regemos pelos mais elevados padrões de privacidade e de acordo com os seus direitos de proteção de dados, nomeadamente, os previstos no Regulamento Geral de Proteção de Dados.
    Precisamos do seu consentimento expresso para continuarmos a oferecer-lhe um serviço personalizado e de excelência.
    Caso pretenda, poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.

    O PENSAMENTO POSITIVO PARA SI...

    Esta é a sua frase de incentivo,
    para lhe trazer a força e a coragem
    de que precisa neste momento!

    COMO ANDA DE AMORES? LANCE OS DADOS DO AMOR E CONHEÇA A SUA SORTE! CONCENTRE-SE NA SUA PERGUNTA. QUANDO ESTIVER PREPARADO...

    A SUA SORTE ESTÁ LANÇADA...