blog
(00351) 210 929 030

Crianças Indigo: um dom por vezes difícil

Muitos pais e avós relatam dificuldades em compreender os seus filhos e netos, por serem crianças com dificuldade de adaptação à escola e ao meio envolvente, com muitos problemas de concentração e incapacidade de aceitar e cumprir regras mas, por outro lado, com um coração especialmente bondoso, uma compreensão do Mundo e da vida que surpreende os adultos por ir muito além do esperado de uma criança, e também por terem uma intuição mais apurada e, muitas vezes, uma espécie de dom. A partir dos anos 80 estas situações começaram a ser estudadas e, desde então, muito se tem falado sobre as crianças Indigo.

É próprio da infância ter um comportamento rebelde, querer brincar em vez de fazer os deveres da escola, tender a desobedecer às regras mais aborrecidas. Hoje em dia é muito comum também atribuir défices de atenção às crianças, assim como falar em hiperatividade. Mas o que distingue uma criança simplesmente agitada e rebelde de uma criança Indigo?

Segundo os estudos feitos e as teorias esotéricas crescentes, a partir dos anos 80 começaram em chegar à Humanidade, em grande número, almas que vieram transformar a Humanidade. Essas são as crianças Indigo e as crianças Cristal, que possuem dons especiais, fazendo com que os pais e educadores notem nelas, desde cedo, traços pouco comuns ou que não são esperados em tão tenra idade. Elas trazem uma forma de agir e, sobretudo, de pensar diferente, provocando reações na sociedade em que estão inseridas para que, dessa forma, catalizem as mudanças necessárias na Humanidade.

Um dos aspetos que distingue as crianças Indigo tem a ver com a cor da sua aura, que será de tons indigo ou anil. A designação "criança Índigo" surgiu com a médium Nancy Ann Tappe, que conseguia ver as cores das auras. A cor da aura é identificada por terapeutas especializados nessa área; uma aura indigo revela alguém cuja espiritualidade é especialmente desenvolvida. Ainda assim, este assunto tem gerado controvérsia, e nem todos os estudiosos consideram a cor da aura como um aspeto relevante para identificar os Indigo; as suas caraterísticas são, essas sim, determinantes para os diferenciar, e elas detetam-se facilmente através da convivência diária.

As crianças Indigo são rebeldes porque vêm questionar os nossos padrões rígidos de ação e de pensamento. Assim, há dois tipos de comportamento que se destacam nelas:

- agem de acordo com aquilo que pensam, ao contrário da maioria das pessoas, que age de acordo com aquilo que lhes é ensinado, imposto, ditado; se um Indigo pensa de outra maneira, vai agir de outra maneira, pois para ele é assim que deve ser, de um modo natural;

- pensam mais no outro do que em si próprios, desvinculando o egocentrismo que é inerente ao comportamento humano, acreditam na Humanidade, no poder de fazer o Bem, na ajuda, na partilha e na cooperação. São crianças que, desde muito pequenas, são extremamente sensíveis ao sofrimento alheio, à miséria e a todos os problemas sociais. Não se trata, pois, apenas de uma criança caprichosa e rebelde, que não faz o que lhe dizem porque não lhes apetece: as crianças Indigo não obedecem se não sentirem que está certo fazê-lo, questionam porque dão sempre primazia à ajuda aos outros, sendo capazes de ver as situações sob uma perspetiva mais global, desligada dos interesses pessoais e individualistas. 

Por outro lado, as crianças Indigo têm uma intuição especialmente apurada e não toleram as mentiras, a hipocrisia ou a falsidade. Elas sabem quando alguém não está a ser sincero com elas e não têm medo de o dizer, pois defendem sempre a verdade, a honestidade e a transparência. Uma questão muito importante tem a ver com o facto de as crianças Indigo virem muitas vezes a esta vida integradas numa família onde há normas muito rígidas, incompreensão e falta de diálogo, ou demasiadas diferenças para resolver. Isto acontece porque é na família que elas começam por agir, sendo as pessoas que acompanham toda a vida, é nesse núcleo que um Índigo fará uma maior transformação.

A escola é, quase sempre, um problema para as crianças Indigo. Elas são extremamente rápidas e inteligentes, mas só aprendem aquilo que sentem ser necessário. Não adianta impor-lhes regras ou disciplina, eles não conseguem estar atentos se o assunto não for relevante para o seu desenvolvimento. Gostam de ser eles próprios a fazer, a pesquisar, a procurar: é dessa forma que aprendem.

Possuem uma forma de raciocínio que muitas vezes surpreende os adultos à sua volta, pois conseguem usar os dois hemisférios do cérebro em simultâneo, o que lhes dá capacidades inteletuais acima da norma. Acabam sempre por encontrar outras formas, originais, de fazer as coisas. É habitual terem dificuldades de interação com as outras crianças, preferem brincar sozinhas porque não são compreendidas pelos outros. Ao longo da vida acabam sempre por ser atraídas para outras crianças, jovens e adultos que possuem os mesmos dons, e apenas se sentem bem com elas.

Os Índigo, sejam crianças ou adultos, têm um dom inato para ler o campo energético das outras pessoas. Eles sabem, instantaneamente, quem é a pessoa que está à sua frente, conhecem as suas manifestações interiores e a sua índole, mesmo que nunca a tenham visto antes. 

Acredita-se que antes dos anos 80 já haviam chegado crianças Indigo à Terra. Porque a Humanidade ainda se encontrava num nível de evolução interior, a energia existente era demasiado densa para estas crianças tão sensíveis e muitas acabaram por falecer ainda em crianças, em jovens ou como jovens adultos, antes dos 30.

Existem, atualmente, vários adultos Índigo, que nasceram nos anos 70 e que manifestam caraterísticas especiais, sendo por vezes considerados inadaptados à sociedade.

Para além de, na sua infância, se destacarem das formas que já foram referidas, são em alguns casos adultos inadaptados, incapazes de manter um emprego e ter uma vida segundo a ordem esperada em sociedade mas que (e é esta a sua marca distintiva) são pessoas especialmente atentas ao próximo, incapazes de ver alguém sofrer sem ir ajudar, com preocupações em relação à Humanidade que transcendem aquilo que é habitual num ser humano.

São muito empáticas, ficando extremamente afetados pelas energias que os rodeiam. Conseguem "ler" a energia das pessoas.

Possuem uma inteligência especialmente desenvolvida, mas muitas vezes foram maus alunos na escola, principalmente porque não conseguiam adaptar-se ao sistema que tentavam impor-lhes. Tiveram problemas com métodos de ensino repetitivos, em que lhes pediam que estivessem muito tempo sentados a ouvir.

Têm profundas questões existenciais, procuram intensamente encontrar e cumprir a sua missão na vida, vivem completamente focados no momento presente e não dão relevância às questões triviais do dia-a-dia. Muitos deles atravessaram períodos de depressão na adolescência, tendo havido neles, desde a infância, um forte sentido de impotência e de revolta, por sentirem que algo não estava certo à sua volta e não lhes ser dada a autoridade necessária para o mudarem.

Sentem uma necessidade premente de aprender a equilibrar a sua energia e desenvolver os seus dons, têm por norma uma grande empatia com crianças e jovens, que procuram sempre ajudar na sua evolução. A sua vontade de mudar o Mundo destaca-se em relação a tudo o resto na sua vida.

Não se enquadram no paradigma, têm dificuldade em assentar num emprego, especialmente se ele for rotineiro ou supervisionado por terceiros, também não têm interesse em seguir uma vida "comum", com uma carreira, um casamento e filhos. Podem assumir comportamentos extremamente agressivos, motivados pela revolta, quando são controlados ou pressionados.

Os estudiosos encontraram quatro tipos principais de Índigos, adultos ou crianças: 

1 - os humanistas, que têm dons de liderança, sendo extremamente sociais, hiperativos, com grande tendência para a distração;

2 - os concetuais, mais voltados para projetos e para seguir a sua missão, reagem contra as regras impostas e podem adotar comportamentos de risco, ligados à rebeldia da juventude, se se sentirem incompreendidos e inadaptados;

3 - os artistas, que são potencialmente criativos, tendo uma enorme apetência pela aprendiagem de artes, como a música, desde cedo, mas tendo dificuldade em continuar os estudos e em focarem a sua atenção numa só área. 

4 - os interdimensionais, que logo nos primeiros anos mostram já saber fazer tudo sozinhos. Destacam-se por uma coragem invulgar e por uma espiritualidade acima do esperado, possuindo dons mediúnicos muito apurados.

Ser Índigo pode ser um "dom pesado", pois é frequente não compreenderem porque são diferentes, sentindo-se frustrados perante as regras e normas que lhes tentam impor e ficando profundamente desiludidos e magoados quando a Humanidade se pauta pelo egoísmo, pelo orgulho e pela falsidade. 

Quando nascem numa família muito rígida ou que falha em compreendê-los podem acabar por negligenciar os seus dons, porque crescem a aprender que estão errados, que não servem para nada, que são incapazes ou excessivamente difíceis. A depressão, o isolamento, a esquizofrenia e o recurso às drogas são alguns dos perigos a que os Índigos, quando rejeitados ou incompreendidos, estão especialmente sujeitos.

No entanto, nem todos os Índigo enfrentam  frustração e problemas. Aqueles que cresceram num ambiente que soube aceitá-los e que aprendeu com eles são hoje em dia pessoas que marcam a diferença onde se encontram, pelo papel benéfico e transformador que desempenham no seu meio envolvente.

Reconhecer uma criança Índigo é muito importante, paar que ela possa ser acompanhada com compreensão e a sua aprendizagem e todo o processo de crescimento seja feito rentabilizando o dom precioso que ela veio trazer à Humanidade: a capacidade de construir, realmente, um Mundo melhor, e de nos levar de volta à nossa essência, a quem verdadeiramente somos.

Saiba mais sobre as crianças Indigo e conheça testumunhos na revista Mulheres n. 4:

No Centro Maria Helena existem consultas para Crianças de Luz, que acompanham aqueles que trazem dons especiais. Marque pelo e-mail [email protected] ou através da página do Facebook.

Conheça também:

Serafim Metatron - protetor de filhos e netos

Crianças Indigo e crianças Cristal: o Mundo está a mudar

 

Preencha o formulário e receba a resposta ao seu dilema

 

< VOLTAR
PARTILHAR NA REDE:  

ORÁCULOS

Os Anjos respondem

Os Anjos respondem

O meu Tarot

Vídeos


Características de Carneiro

Novidades


Publicada a 07/07/2020

Horóscopo do Dia

Horóscopo do Dia

+ VER MAIS

Publicada a 06/07/2020

Horóscopo do Dia

Horóscopo do Dia

+ VER MAIS
Formulário fale comigo
CONSULTAS Marque aqui!

Escolha três cartas e
clique em cada uma delas.

Clique em cada carta para
conhecer o resultado.

Passado Presente Futuro

    Está a um passo de ter a sua resposta!

    Preencha o formulário

    Erro

      Autorizo que os meus dados sejam processados e utilizados para receber informações sobre os produtos, campanhas, promoções, novidades, ofertas e outros serviços.
    A confidencialidade e a integridade dos seus dados pessoais é uma das principais preocupações da Maria Helena Martins, pelo que nos regemos pelos mais elevados padrões de privacidade e de acordo com os seus direitos de proteção de dados, nomeadamente, os previstos no Regulamento Geral de Proteção de Dados.
    Precisamos do seu consentimento expresso para continuarmos a oferecer-lhe um serviço personalizado e de excelência.
    Caso pretenda, poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.

    O PENSAMENTO POSITIVO PARA SI...

    Esta é a sua frase de incentivo,
    para lhe trazer a força e a coragem
    de que precisa neste momento!

    COMO ANDA DE AMORES? LANCE OS DADOS DO AMOR E CONHEÇA A SUA SORTE! CONCENTRE-SE NA SUA PERGUNTA. QUANDO ESTIVER PREPARADO...

    A SUA SORTE ESTÁ LANÇADA...