blog
(00351) 210 929 000

Como ter uma ligação mais próxima com os seus guias espirituais

Todos nós temos Guias Espirituais, seres de luz que nos ajudam a superar os desafios que a vida nos apresenta. Os Guias Espirituais são diferentes dos Anjos porque são almas que já viveram na Terra e que alcançaram um ponto de evolução espiritual que lhes permite agora - como parte da sua própria evolução - ajudar-nos. Os Anjos, pelo contrário, nunca encarnaram na Terra, sendo parte da própria essência Divina. Saiba como estabelecer uma ligação mais próxima com os seus Guias Espirituais e, dessa forma, beneficiar melhor da sua ajuda.

Quando uma alma encarna na Terra, ela é assistida por um grupo de apoio espiritual, composto pelo seu Anjo da Guarda, pelos seus Guias Espirituais e pelos Anjos que a acompanham ao longo da sua vida ou apenas e certos períodos específicos da sua aprendizagem na Terra.

Os Guias Espirituais são almas que já viveram na Terra e que estão num ponto mais avançado da sua evolução - como mestres que já estão prontos a ajudar as almas ainda menos evoluídas, completando a sua própria evolução através da ajuda que prestam e da orientação que concedem.

Os Guias Espirituais já superaram as lições com as quais presentemente lidamos, estando num ponto que lhes permite ter a compaixão e o amor que ainda não somos capazes de atingir. Eles não julgam e estão sempre disponíveis para nos auxiliar, assistindo-nos sempre que precisamos de ajuda, embora não intervenham se o seu auxílio não for solicitado. 

Os seus Guias Espirituais são como amigos que possuem maior sabedoria, conhecimento em relação às questões com que se depara, e amor incondicional. Temos mais do que um Guia Espiritual: alguns acompanham-nos ao longo de toda a vida, outros estão connosco apenas em determinados períodos, quando precisamos de um tipo de ajuda específica. 

Cada Guia Espiritual desempenha um papel específico na sua vida: um pode estar consigo para ajudá-lo a vencer os desafios a nível de saúde, outro no domínio afetivo. Existem, ainda, guias animais, que são diferentes dos Guias Espirituais tanto no papel que desempenham como no tipo de apoio que prestam.

Os Anjos assemelham-se aos Guias Espirituais no sentido em que também estão disponíveis para nos prestarem auxílio, mas são muito diferentes deles porque nunca encarnaram na Terra e porque fazem parte da energia Divina, sendo seres de luz. Os Guias Espirituais são almas mais evoluídas, mas não têm a mesma essência Divina dos Anjos. Muitas vezes os nossos Guias Espirituais são almas dos nossos antepassados ou são entes queridos que já partiram e que, não estando encarnados, nos ajudam a partir do plano espiritual.

Desenvolver uma ligação mais próxima com os seus Guias Espirituais faz com que eles possam assisti-lo melhor e mais prontamente. 

Uma das formas através das quais os seus Guias Espirituais o ajudam é aquele "pressentimento", o conhecimento interior que nasce dentro de si sem que você saiba de onde  vem. Há pessoas que conseguem "ouvir" e até ver os seus Guias. Há, também, pessoas que vêem raios luminosos ou pontos de luz à sua volta, os quais indicam a presença dos seus Anjos e também dos seus Guias Espirituais. No entanto, mesmo que não veja qualquer manifestação da sua presença, eles estão sempre perto de si, prontos a ajudá-lo: basta pedir!

Um dos sinais enviados pelos seus Guias Espirituais pode ser um livro que misteriosamente cai da prateleira, ou um bilhete que aparece no chão, nos quais você encontra a informação de que precisava.

Os Guias Espirituais ajudam-no a superar o medo e a encontrar na fé, no perdão, no amor e na luz o caminho para viver de forma mais segura e positiva.

Para ter uma ligação mais próxima com os seus Guias Espirituais:

1 - Peça ajuda

Assim como acontece com os Anjos, os Guias Espirituais ajudam quando solicitamos, de forma clara e direta, o seu auxílio. Não é preciso fazer qualquer ritual: desde que o faça com fé e respeito, basta pedir. Eles ouvem o seu pedido e prontificam-se a ajudá-lo. Quanto mais pedir - e confiar - mais receberá. Concentre-se naquilo que realmente precisa de resolver na sua vida, nos assuntos que o preocupam e que não está a conseguir resolver sozinho.

Faça os seus pedidos e agradeça aos seus Guias pela ajuda concedida. A partir daí, preste muita atenção aos sinais que recebe, pois a ajuda vem geralmente através de mensagens, pessoas que surgem inesperadamente na sua vida e acontecimentos com que não contava.

Os Guias Espirituais não ajudam apenas a resolver problemas - pode pedir ajuda para continuar a ter uma boa saúde, um bom emprego, harmonia no seu relacionamento. 

2 - Preste atenção aos sinais que recebe

Quanto mais se habituar a estar em silêncio, reservando diariamente um tempo para meditação ou para estar a sós com os seus pensamentos, mais facilmente "ouvirá" as respostas dos seus Guias. Quanto mais elevada for a sua vibração energética melhor conseguirá receber as respostas que procura. Quando estamos enervados ou andamos constantemente cansados, a correr de um lado para o outro procurando desempenhar mil tarefas, torna-se muito mais difícil ouvir as respostas que eles têm para nos dar!

Habituar-se a rezar - seja qual for a sua religião - fortalece a sua conexão com os seus Guias Espirituais e ajuda-o a alinhar a sua energia com a deles. 

Há pessoas que têm maior facilidade em entrar em contacto com os seus Guias através da escrita: enderece-lhes uma carta, explicando aquilo de que precisa, e deixe que os seus pensamentos fluam de maneira livre, pois as ideias que vierem à sua mente vão lançar luz sobre aquilo que precisa de saber. Confie no seus pressentimentos e na sua intuição. 

3 - Peça um sinal

Os Guias Espirituais ouvem os seus pedidos e sabem aquilo que o preocupa, e podem optar por estabelecer contacto consigo através de sinais. Normalmente, quando algo surge de forma recorrente na sua vida isso pode ser um sinal que estão a tentar enviar-lhe: um sonho que se repete, um animal que, fora do contexto habitual, surge várias vezes no seu caminho, como uma coruja, por exemplo, sequências numéricas repetidas, etc. Peça claramente que lhe enviem um sinal e esteja muito atento a tudo o que se passa à sua volta. A letra de uma canção que alguém está a trautear, um slogan que vê num outdoor publicitário, uma frase que inesperadamente capta a sua atenção...

                                                     Veja também O que significa ver o número 11:11

 

4 - Preste atenção ao que o rodeia

Tão importante como pedir um sinal é estar atento ao que se passa à sua volta, porque muitas vezes as respostas estão mesmo à nossa frente... nós é que não as vemos porque esperamos um determinado resultado. Uma verdade na vida é esta: raramente recebemos as coisas da forma como esperamos recebê-las. Mas em inglês existe a expressão a blessing in disguise que traduz uma das formas mais frequentes através das quais recebemos as respostas: "uma bênção escondida", isto é, algo a que inicialmente não damos a devida atenção, ou que nem sequer pensamos ser o que desejamos, mas  que acaba por revelar ter sido o melhor que nos podia ter acontecido, uma bênção que não esperávamos.

Ao ver o mundo com flexibilidade e abertura de espírito está a permitir-se receber não só as respostas de que precisa como dádivas com as quais nem estava a contar.

Muitas vezes os Guias também ajudam através de pessoas, que tanto podem fazer parte do seu quotidiano - aquele amigo que lhe diz "aquela" frase que o faz despertar para algo que até aí era desconhecido para si, o chefe que lhe diz uma frase que o deixa a pensar, o empregado de mesa que, ao contar uma história que aparentemente nada tem a ver com a sua vida, acaba por fazê-lo ter uma iluminação súbita em relação a um assunto que o preocupa - como estranhos, que surgem na sua vida apenas para lhe transmitir uma mensagem e depois voltam a desaparecer.

5 - Manter-se num estado de gratidão

Ao alimentar dentro de si uma constante energia de gratidão - sentindo-se genuinamente felix com o que tem e grato por tudo aquilo que recebe - o canal de comunicação com os seus Guias Espirituais torna-se muito mais forte e mais límpido. Ao focar-se na necessidade, estando sempre a pedir e a reclamar do que não tem, está a mostrar que não confia neles e que não está, na verdade, recetivo à sua ajuda, querendo sempre manter-se no controlo das situações.

Ao reconhecer e valorizar tudo o que recebe, naturalmente mostra que confia na sua orientação, e isso faz com que a sua ajuda se processe de forma mais natural e mais inequívoca - porque o propósito dos seus Guias Espirituais é ajudá-lo, não viver a sua vida por si! As escolhas têm de ser sempre suas, os esforços também. A parte deles consiste em fazer com que o seu caminho se processe de forma mais fácil e mais fluida, mas é sempre você que tem de caminhar. Agradeça por cada sinal que recebe, mentalmente diga alguma coisa como quem agradece a um amigo que nos faz um favor. Ao manter-se num estado de amor e gratidão com os seus guias, eles retribuem essa energia ajudando-o de forma mais clara e consistente.

6 - Deixe de se focar num resultado específico e confie no que o Universo lhe dá

Uma boa parte das lições que aprendemos na vida consiste em compreender que não somos nós que determinamos de que maneira vamos alcançar os resultados, e que nem sempre os próprios resultados que são melhores para nós são aqueles que desejávamos. Confie nos planos que a vida tem para si. Defina as suas metas e dê o seu melhor para as alcançar, mas não fique obcecado com resultados específicos: confie. Quando tentamos controlar as situações estamos a interferir na orientação dos Anjos e dos Guias Espirituais: eles vão sempre orientá-lo para o que é realmente melhor para si. Saiba ver as oportunidades e os presentes que lhe são concedidos, deixe que também eles façam a sua parte e, acima de tudo, confie. CONFIE.

7 - Mantenha-se infantil

Acredita-se que as crianças pequenas conseguem "sentir" a presença dos seus Guias Espirituais e, em alguns casos, até vê-los e falar com eles. A partir dos 7 anos, aproximadamente, a mente consciente desenvolve-se e a criança deixa de ter acesso a esse contacto. No entanto, manter a pureza que tinha na infância ajuda a fortalecer o seu laço com os seus Guias Espirituais. Faça coisas que o fazem feliz, que lhe dão alegria e que o fazem rir. Correr, brincar, pintar, nadar, cozinhar - as atividades mais simples, desde que lhe tragam alegria a si, são uma importante chave de conexão com os seus Guias Espirituais.

 

É possível saber os nomes dos seus Guias Espirituais?

Pode pedir, através de uma Meditação, por exemplo, aos seus Guias Espirituais que lhe revelem os seus nomes. O primeiro nome que lhe vier à cabeça é o nome de um dos seus Guias, mesmo que lhe pareça uma palavra estranha ou inusitada.

 

Para estabelecer um contacto forte com os seus Guias Espirituais, é fundamental acreditar na sua capacidade de o fazer. Todos nós possuímos essa aptidão, porque a mente inconsciente consegue aceder ao plano espiritual com uma facilidade e clareza que muitas vezes questionamos ser possível. Quanto mais confiar na sua aptidão e capacidade para o fazer, melhor compreenderá como tudo na sua vida faz sentido e como nunca, mas mesmo nunca, esteve sozinho.

Veja também:


< VOLTAR
PARTILHAR NA REDE:  

ORÁCULOS

Os Anjos respondem

Os Anjos respondem

O meu Tarot

Vídeos


Centro Maria Helena - Fernanda Oliveira fala sobre Crianças de luz

Novidades


Publicada a 22/02/2019

Horóscopo do Dia

Horóscopo do Dia

+ VER MAIS

Publicada a 14/07/2016

Maria Helena tem novo programa - PONTO DE EQUILÍBRIO na SIC INTERNACIONAL

Maria Helena apresenta na SIC Internacional o seu novo programa - PONTO DE EQUILÍBRIO

+ VER MAIS

Publicada a 16/09/2015

Maria Helena fala sobre a importância de viver no momento presente

Maria Helena é convidada especial do programa Não faz sentido, da SIC MULHER, onde explica porque é tão importante viver no momento presente e deixar para trás o passado.

+ VER MAIS
Formulário fale comigo
CONSULTAS Marque aqui!

Escolha três cartas e
clique em cada uma delas.

Clique em cada carta para
conhecer o resultado.

Passado Presente Futuro

    Está a um passo de ter a sua resposta!

    Preencha o formulário

    Erro

      Autorizo que os meus dados sejam processados e utilizados para receber informações sobre os produtos, campanhas, promoções, novidades, ofertas e outros serviços.
    A confidencialidade e a integridade dos seus dados pessoais é uma das principais preocupações da Maria Helena Martins, pelo que nos regemos pelos mais elevados padrões de privacidade e de acordo com os seus direitos de proteção de dados, nomeadamente, os previstos no Regulamento Geral de Proteção de Dados.
    Precisamos do seu consentimento expresso para continuarmos a oferecer-lhe um serviço personalizado e de excelência.
    Caso pretenda, poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.

    O PENSAMENTO POSITIVO PARA SI...

    Esta é a sua frase de incentivo,
    para lhe trazer a força e a coragem
    de que precisa neste momento!

    COMO ANDA DE AMORES? LANCE OS DADOS DO AMOR E CONHEÇA A SUA SORTE! CONCENTRE-SE NA SUA PERGUNTA. QUANDO ESTIVER PREPARADO...

    A SUA SORTE ESTÁ LANÇADA...