blog
(00351) 210 929 000

Um Natal especial - Natal para quem está sozinho

A noite de Natal é quase sempre passada em família. No entanto, existem pessoas que, por obra do destino, se encontram sozinhas nessa data festiva. Se é uma dessas pessoas, opte por um programa diferente, mas igualmente agradável.

Um pouco por todo o mundo, e apesar das tradições variarem de país para país, o Natal é simbolizado pela união e pelo convívio. Com a devida antecedência, começa-se a estudar e a organizar os preparativos daquela que é considerada a época mais esperada do ano pelo seu simbolismo e rituais. No entanto, há quem passe essa quadra sozinho, por falta de família ou amigos, por questões profissionais ou simplesmente por opção própria. Devido a essa realidade que começa a ganhar proporções ano após ano, são criadas alternativas e opções que permitem à pessoa em causa não se sentir só e deprimida e aproveitar ao máximo o Natal.

Mantenha o espírito

Se o destino quer que celebre esta data sozinho, não encare isso como um castigo. Evite sentir pena de si mesmo e comece a pensar num programa com o qual se identifica. Mantenha em mente pensamentos positivos e divirta-se tal e qual como se estivesse acompanhado.

Se a opção é passar a noite de Natal em casa, retire da cabeça a ideia de que não vale a pena decorar as divisões do seu lar. Arregace as mangas e coloque mãos à obra, fazendo você mesma os enfeites. Não faça as coisas pelos outros, mas sim por si mesma! Para além da típica árvore de natal e/ou presépio, pode desenhar e montar enfeites personalizados e originais, dando asas à sua imaginação e criatividade.

Para além disso, abra aquelas prendas que, há alguns dias atrás, comprou para si. Há alturas na nossa vida que temos que nos mimar e porque não presentearmo-nos com aquela roupa ou assessório que tanto sonhávamos? Compre, embrulhe a prenda e coloque-a no sapatinho junto à árvore de Natal e, à meia noite, desembrulhe. Faça o procedimento normal, como manda o figurino.

Por outro lado, dedique parte da noite a enviar mensagens a quem mais gosta e a desejar um santo e feliz Natal. Ao darmos atenção aos outros, é-nos retribuída essa mesma atenção, pelo que vai ver que existem muitas pessoas que gostam de si e que lhe vão retribuir as boas festas.

Originalidade personalizada

No momento da ceia e até durante a sua preparação, ouça uma música de Natal. Existem algumas que marcam esta quadra há décadas e que são sempre uma opção. Aproveite o som e cante se gostar de o fazer. Estando sozinho, não terá ninguém a criticar! Para o serão, opte por ver o seu filme ou o seu programa preferido, até porque o som e as palavras irão fazer-lhe companhia e não a deixarão sentir-se sozinha.

No que toca à alimentação, se é amante da tradição, opte pelas iguarias típicas dessa quadra. Porém, pode inventar pratos diferentes e originais ou pode optar por uma refeição prática e com pouco manuseamento. Em qualquer uma das opções, disponha o prato numa mesa previamente decorada com uma toalha tipicamente natalícia e decorada com velas. Sinta-se especial numa noite especial!

Natal fora de casa

Quando toma a decisão de não passar os festejos natalícios no seu lar, existem outras opções em cima da mesa. Se trabalha em locais que nunca fecham, tais como hospitais, polícia, bombeiros, entre outros, pode sempre tentar mudar os seus turnos por forma a ir trabalhar nessas datas. Seguramente será fácil fazê-lo e os seus colegas agradecem a troca. Se gosta do que faz e sente-se realizado, ir trabalhar na noite e dia de Natal pode ser a solução ideal para si.

Para quem tem algum dinheiro de lado, esta altura do ano pode ser propícia a umas miniférias. Apesar de ser considerada uma época alta e, consequentemente, mais cara, certo é que há muitas pessoas que optam por fugir do Inverno, rumo a destinos paradisíacos e memoráveis. Informe-se acerca dos locais aconselhados e faça as malas. Se é amante de praia, Caraíbas, Pacífico ou Brasil podem ser a solução; por outro lado, tem também a possibilidade de visitar locais históricos ou destinos com neve, muito procurados nessa altura do ano. De avião, carro, barco ou comboio, as alternativas são mais que muitas, em função da disponibilidade e da carteira de cada um.

Se por outro lado não tem férias e apenas dispõe da noite e dia de Natal, existem hotéis a nível nacional que oferecem programas especiais para o efeito. Aí a solidão não entra e a diversão será garantida. Aproveite para descansar e para alargar o seu leque de amizades, socializando com os outros hóspedes.

Trabalho voluntário

É importante relembrar o verdadeiro significado do Natal. A união, a fraternidade, a caridade e a ajuda têm dado lugar a um consumismo exacerbado, onde a troca de prendas ganha cada vez mais terreno em relação aos valores humanitários.

Se está sozinho e continua a acreditar que esta quadra é mais que um desembrulhar de prendas, pode oferecer-se para uma noite de trabalho voluntário. Dirija-se a uma igreja, a um hospital ou a associações de caridade e manifeste o seu desejo em ajudar o próximo nessa noite de celebração. Nesses locais referidos, poderá encontrar uma forma de ajudar quem mais precisa, através de trabalho, oferta de comida ou simplesmente através de um simples carinho. Ao fazê-lo, verá que entrará em 2017 mais leve e feliz consigo mesma, por ter auxiliado e acarinhado alguém que, possivelmente, há muito não obtinha sequer um sorriso de ninguém.

Evite tristezas

O Natal trás consigo o regresso dos sonhos, as cores e as decorações festivas, todo um ambiente de festa. Porém, é também uma quadra com uma carga emocional muito grande e, por vezes, com uma grande tristeza. A ausência e a morte de entes queridos, sejam eles familiares ou amigos, é nesta altura do ano muito mais sentida. Geralmente, chora-se o facto dessa pessoa já não pertencer a este mundo, de já não estar presente na nossa vida e são estes pensamentos e sofrimentos que fazem do Natal uma estação muito emotiva.

Se estiver sozinho, este tipo de estado de espírito será ainda mais notório. É por isso importante aceitar a ausência dessa pessoa e deixá-la descansar, acreditando que ela está bem e que você tem que ficar bem igualmente. Na noite e no dia do Natal, recorde as coisas boas que viveu com quem lhe deixa saudade, mas evite tristezas para não se deixar ir abaixo. Mesmo sozinho, há que manter-se equilibrado e saudável.

Acabe com a depressão antes dela começar!

Devido ao facto de o Natal estar institucionalizado perante a sociedade como a altura do não mais afamada pelo convívio familiar, existem muitas pessoas que entram em stresse quando se apercebem que irão passar essa quadra sozinhas. Lágrimas, ansiedade e depressão são alguns dos sintomas que podem surgir, pelo que é imperativo evitar pensamentos derrotistas e pessimistas. Encare esta situação não com solidão, mas sim como aprendizagem. Temos que aprender a dar valor à nossa própria companhia e a sabermos lidar com a nossa personalidade. Lembre-se que mais vale sozinho que mal-acompanhado, por isso não aceite um convite apenas com o receio de ficar sozinho.

Perdoe o próximo e a si mesmo

Natal é sinónimo de paz e serenidade, de esquecer os atritos e conflitos do passado. Quando se fala em esquecer, fala-se em perdoar quem foi incorreto ou desleal para consigo. Não tem que voltar a ser amigo do peito, mas há que fechar um capítulo na sua vida para conseguir avançar no seu caminho ao encontro da paz de espírito e da felicidade. Perdoe o próximo, sare as feridas do passado, mas, cima de tudo, perdoe-se a si mesmo. Coloque do lado o orgulho, afinal é Natal!

Dê sem esperar algo em troca

Há quem diga que é mais gratificante dar do que receber. Pense nisso e aplique essa premissa na sua vida e, em especial, nesta altura do ano. Sinta prazer e vontade em oferecer alimentos e outros bens essenciais a quem mais precisa. Sinta-se bem consigo mesma ao “fazer o bem, sem olhar a quem” e sem esperar alguma coisa em troca. Um simples obrigado e um sorriso rasgado valem ouro!

No que toca às lembranças, aplique-as a quem realmente esteve presente na sua vida, em especial as crianças. Em tempo de contenção de despesas, há que ser comedido nos gastos e evitar ser “engolido” pelo consumismo apelativo que é feito dias antes. Presenteie um número restrito de pessoas e opte por uma lembrança simbólica, apenas para mostrar que se lembrou daquela pessoa e que ela lhe é importante. Dê preferência aos mais novos, visto o Natal ser uma festa com um simbolismo especial e mágico para as crianças. Aos adultos, um sorriso, um obrigado e um abraço valem mais do que um belo embrulho.

E se o fizer, não fique magoado se não tiver nenhuma lembrança com o seu nome. Evite expectativas para não ficar dececionado e, acima de tudo, veja o convívio e a partilha de sentimentos como a verdadeira dádiva desta quadra.

Dedique-se ao que realmente lhe dá prazer

Em vez de se estar a martirizar por estar sozinho, aprenda a aproveitar o seu tempo da melhor maneira. Trabalhar mais horas não é solução, mas pode sim optar por dedicar-se a um passatempo ou part-time que, na realidade, pode vir a tornar-se na sua verdadeira paixão. Ocupe o seu tempo a fazer o que ama (desporto, escrita, costura, leitura, desenho, etc.) e verá que esta época vai passar num abrir e fechar de olhos. Em vez de se focar no que não tem e nas coisas que lhe causam tristeza, concentre a sua energia naquilo que adora e que lhe traz felicidade.

Encontre estas e outras dicas úteis na revista Maria Helena - Energia dos Astros, à venda numa banca perto de si!

 

Tenha um feliz Natal!

Envie-me um e-mail com o seu número de telefone e receba gratuitamente a resposta a um dilema!

 

PARTILHAR NA REDE:  

ORÁCULOS

Os Anjos respondem

O meu Tarot

Hoje reze a...


Anjo da Criação

Novidades


Publicada a 18/8/2017

Horóscopo do Dia

Quem está mais favorecido hoje? Veja aqui o top dos signos (do menos favorecido para o mais favorecido).

+ VER MAIS

Publicada a 17/8/2017

Horóscopo do Dia

Quem está mais favorecido hoje? Veja aqui o top dos signos (do menos favorecido para o mais favorecido).

+ VER MAIS

Publicada a 17/7/2017

Maria Helena no programa Juntos à Tarde dia 18 de Julho

Na terça-feira, dia 18 de Julho, Maria Helena vai estar no programa Juntos à Tarde da SIC, onde nos vai falar mais sobre a sua vida e o seu percurso.

+ VER MAIS

Publicada a 25/5/2017

Maria Helena na Feira do Livro de Lisboa - 13 de Junho

Maria Helena numa sessão de autógrafos na Feira do Livro de Lisboa, dia 13 de Junho às 16.30!

+ VER MAIS

Publicada a 15/5/2017

Vem aí o Dia da Espiga! - 25 de Maio

Este ano, o Dia da Espiga é assinalado no dia 25 de Maio, Quinta-feira de Ascensão!

+ VER MAIS

Publicada a 05/5/2017

Centenário das Aparições de Fátima

É já no dia 13 de Maio que se comemora o Centenário das Aparições em Fátima, com a visita especial do Papa Francisco ao nosso País.

+ VER MAIS

Publicada a 10/4/2017

Estamos a um mês da vinda do Papa Francisco a Portugal!

Já falta muito pouco tempo para a chegada do Papa Francisco a Fátima, por ocasião do centenário das Aparições de Fátima.

+ VER MAIS

Publicada a 04/4/2017

Estamos quase na Semana Santa...

O próximo Domingo, dia 9 de Abril, é chamado "Domingo de Ramos" e dá início à Semana Santa, que antecede a Páscoa

+ VER MAIS

Publicada a 30/1/2017

Já estamos no Ano do Galo de Fogo!

O novo ano chinês - o ano do Galo de Fogo - começou no dia 28 de Janeiro de 2017. Já viu as previsões para o seu signo Chinês?

+ VER MAIS

Publicada a 14/7/2016

Maria Helena tem novo programa - PONTO DE EQUILÍBRIO na SIC INTERNACIONAL

Maria Helena apresenta na SIC Internacional o seu novo programa - PONTO DE EQUILÍBRIO

+ VER MAIS

Publicada a 23/11/2015

Livro Anjos e Milagres é o mais vendido em Portugal (não ficção)

Livro Anjos e Milagres está há mais de sete semanas no primeiro lugar do top de vendas nacional na categoria de não-ficção. Muito obrigada!

+ VER MAIS

Publicada a 16/9/2015

Maria Helena fala sobre a importância de viver no momento presente

Maria Helena é convidada especial do programa Não faz sentido, da SIC MULHER, onde explica porque é tão importante viver no momento presente e deixar para trás o passado.

+ VER MAIS
Formulário fale comigo
CONSULTAS Marque aqui!